Escolha a sua língua

English
Portuguese
Spanish
Azerbaijani
Basque
Bengali
Belarusian
Afrikaans
Bulgarian
Catalan
Croatian
Czech
Danish
Dutch
Esperanto
Estonian
Filipino
Finnish
French
Galician
Georgian
German
Greek
Gujarati
Haitian Creole
Hebrew
Hindi
Hungarian
Icelandic
Indonesian
Irish
Italian
Japanese
Kannada
Korean
Latin
Latvian
Lithuanian
Macedonian
Malay
Maltese
Norwegian
Persian
Polish
Albanian
Romanian
Russian
Serbian
Slovak
Slovenian
Swahili
Swedish
Tamil
Telugu
Thai
Turkish
Arabic
Ukrainian
Urdu
Vietnamese
Welsh
Yiddish
lang
O Que Fazer
Onde Comer
Onde Ficar
Sobre Brasília
Contatos
Eventos
Notícias
Voltar
Instagram
Twitter
Youtube
Facebook
Candango: de termo pejorativo a elogio
Voltar

Candango: de termo pejorativo a elogio

Candango é uma expressão de origem africana que significa “vilão, ruim, ordinário”. A palavra ressurgiu durante a construção de Brasília como uma espécie de apelido coletivo para rebaixar os trabalhadores humildes e sem estudo, pois eram, em sua grande maioria, analfabetos.

Naquele período, havia duas classes sociais bem distintas: os candangos, que eram os pedreiros, carpinteiros e operários de um modo geral; e os doutores, relativo a todos os que trabalhavam em escritórios, com diploma ou não. A expressão era tão difundida, que havia até concursos na Cidade Livre para escolher os 10 mais elegantes e os 10 mais candangos.

O termo só deixou de ser pejorativo quando Juscelino Kubitschek, no discurso de inauguração da capital, usou a palavra para elogiar aqueles que construíram a cidade. Depois disso, todos queriam ser chamados de candangos, até mesmo os “doutores”.

Atualmente, também denomina-se candango todos aqueles nascidos em Brasília.

 

Compartilhar

Indicações para você

CDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXZetCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXZetCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXZetCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXZetCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXZetCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXZet